Boeing 707-320

Com o inicio dos voos para Europa, em 1965, a VARIG precisou aumentar a sua frota internacional e optou pelo Boeing 707-320. Os dois primeiros B707-341C (PP-VJR e PP-VJS) chegaram no Brasil em 28 de dezembro de 1966, enquanto o terceiro (PP-VJT) chegou no dia 22 de março de 1967. Essas três aeronaves foram encomendadas diretamente à Boeing pela VARIG, por isso o "41" no final. Os Boeing 707-320 operados pela VARIG eram do tipo Combi (reconhecido pela letra "C" no final), ou seja, conversíveis para carga ou passageiros. Sendo assim, essas aeronaves permitiam a flexibilidade de transportar mais passageiro ou mais carga, dependendo da demanda. Além da grande flexibilidade o Boeing 707-341C era equipado com novos motores Pratt & Whitney com 18 mil libras de empuxo, melhorias aerodinâmicas, maior peso de decolagem e capacidade de combustível, permitindo operar voos entre o Rio de Janeiro e a Europa sem escalas. Como o alcance do B707-320 era maior do que o B707-420, os veteranos B707-420 passaram a operar somente nas rotas para Miami, Los Angeles e América do Sul. Em 1968 a VARIG recebeu mais dois exemplares, o PP-VJK e PP-VJX. Em 1969 mais três PP-VJH, PP-VJY e PP-VJZ. Em 1971, PP-VLI e PP-VLJ. Em 1972 o PP-VLK, PP-VLL e PP-VLM. Em 1973, PP-VLN, PP-VLO e PP-VLP e em 1974 o PP-VLU. Os Boeing 707-300 substituíram os Convair 990A em 1971. O Boeing 707-320 foi o responsável por inaugurar a linha Rio - Tókio, no dia 25 de junho de 1968. O voo RG930 partia de São Paulo e ia para o Rio de Janeiro pelo Lockheed Electra II e de lá seguia com o Boeing 707 para Lima, Los Angeles, Honolulu e finalmente Tókio. Inicialmente os voos para o Japão eram operados duas vezes por semana e em 1970 foi aumentado para três frequências semanais. Os Boeing 707-320 também foram responsáveis por inaugurar a linha para África. No dia 21 de agosto de 1970 decolou o primeiro voo da VARIG na rota Rio de Janeiro - Johannesburg - Luanda. Durante a década de 60 e primeira metade da década de 70, os Boeing 707 foram as principais aeronaves para voos internacionais da VARIG e voaram para quase todos os destinos. Mesmo com a introdução dos wide-bodies, a partir dos anos 70, os B707 continuaram a operar na VARIG em rotas de menor demanda e posteriormente somente como aviões cargueiros. A partir de 1974, com a chegada do Douglas DC-10, os Boeing 707 começaram a ser substituídos. Até o final da década de 70 todos os Boeing 707-420 e Douglas DC-8 haviam sido aposentados. Na década de 80 os Boeing 707-300 remanescentes passaram a operar somente voos na América do Sul, África e rotas domésticas. Em 1987 os últimos Boeing 707 para passageiros foram desativados.

Statistics & Information

ICAO
B703
Name
Boeing 707-320
Operator
VARIG
PAX
141
Crew
6
Cargo
23400kg
MTOW
151300
MLW
112000
MZFW
88500
Total in Fleet
17
Service Ceiling
30,000ft
Range
4,960nm
Max Speed
503kts
Wingspan
43.00m
Length
46.00m
Height
12.00m
Engine Type
P&W JT3D-3
Minimum Pilot Rank
PRIMEIRO OFICIAL

Registrations

PP-VJS

PP-VLK

PP-VLP

PP-VLU

PP-VLI

PP-VJH

PP-VJK

PP-VJR

PP-VJT

PP-VJX

PP-VJY

PP-VJZ

PP-VLJ

PP-VLL

PP-VLM

PP-VLN

PP-VLO